30 de out de 2015

Outubro Rosa no NPDEAS: Metodologia para triagem de Lesão de Mama

Aconteceu hoje (30/10/15) no Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Energia Autossustentável a defesa de Doutorado da Bióloga Keli Morais que apresentou os resultados do trabalho intitulado: Desenvolvimento de Metodologia Baseada na Imagem Infravermelha para Triagem de Lesão de Mama.

A nova metodologia aplicada obteve eficiência de detecção de lesão com índice de 96% de acerto no grupo de estudo formado por 47 indivíduos. Nesse estudo o grupo controle sem lesão continha 101 indivíduos o que garantiu confiabilidade na representação amostral.

Fotografia da apresentação do trabalho de Doutorado mostrando a aplicação da metodologia desenvolvida através de um exemplo prático

Estavam presentes na defesa o orientador Prof. José Viriato Vargas (PhD) e o co-orientador Dr. Marcos Brioschi especialista em diagnóstico de doenças com imagem de infravermelho. A banca de defesa foi formada pelos Professores Doutores Cláudia Marino (UFPR), José Parise (PUC-Rio), Jéferson Ávila (FURG) e André B. Mariano (UFPR).

Os resultados deste trabalho colaboraram para o desenvolvimento de uma metodologia robusta, de baixo custo e de acesso universal à população brasileira que vai colaborar para a prevenção de mortes de mulheres decorrentes de lesão de mama.

Coincidentemente o trabalho foi defendido no mês de Outubro e colabora diretamente com as campanhas para o esclarecimento da população a respeito do diagnóstico prévio de lesões de mama.

Maiores informações do trabalho e aplicação desta tecnologia podem ser obtidas diretamente no NPDEAS (npdeas.ufpr@gmail.com) ou no blog (www.npdeas.blogspot.com.br).


 Da esquerda para direita: Marcos Brioschi, José Parise, José Vargas, Jeferson Ávila, Keli Morais, Gladis, Cláudia Marino, André B. Mariano

Imagem de infravermelho feito com câmera térmica Flir C3