25 de abr de 2012

Separação de biomassa de microalgas cultivadas em fotobiorreatores

     Um dos gargalos da produção de biocombustíveis a partir de microalgas consiste na separação da biomassa do meio de cultivo. O processo de separação deve ter baixo consumo energético, ser rápido, não deixar resíduos para não alterar as características do material e, consequentemente, inviabilizar a utilização da biomassa em  processos subsequentes. 

     Um processo interessante do ponto energético e de preservação do material consiste na eletroflotação. Nesse processo a corrente elétrica passa pelo material através da utilização de eletrodos e fontes propriamente dimensionados provocando instabilidade e coagulando as partículas de microalgas.

     O processo foi parcialmente registrado por imagens e  é possível observar abaixo as fotografias mostrando o aspecto da solução de microalgas durante o processo de eletroflotação, bem como as características visuais da biomassa recuperada pelo processo. 








     O vídeo mostra o aspecto da biomassa durante a eletroflotação.



     A biomassa de microalgas recuperada nesse procedimento foi cultivada em um Fotobiorreator (protótipo) de 100 L durante um experimento de validação de modelo matemático.